Vladimir Carvalho

Documentarista, compôs uma filmografia de mais duas dezenas de filmes entre os quais os longas O País de São Saruê, O Engenho de Zé Lins e O Homem de Areia, uma trilogia nordestina e outra brasiliense com Conterrâneos Velhos de Guerra, Barra 68 – sem perder a ternura e Rock Brasília – era de ouro. Premiado em vários festivais como os de Brasília, Gramado, Paulínia e Havana-Cuba. Seu filme mais recente Cícero Dias – o compadre de Picasso foi selecionado pelo Festival É Tudo Verdade 2016 e obteve vários prêmios no último Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. Autor dos livros: Cinema Candango e Jornal de Cinema, entre outros.

Naura Schneider

É atriz, produtora e jornalista. Trabalhou na RBS TV e TV GLOBO como repórter e apresentadora, atuou em varias novelas da TV GLOBO e no teatro como atriz e hoje é proprietária da VOGLIA PRODUÇÕES ARTISTICAS, produtora de cinema. A Voglia já produziu 3 documentários 1 curta metragem e dois longas metragens, onde Naura produziu e atuou como atriz: DIAS E NOITES – 2008 dirigido por Beto Souza e VIDAS PARTIDAS – 2016 dirigido por Marcos Schetchemann. Atualmente esta em fase de captação para o próximo longa metragem MEUS 4 MARIDOS. Seus trabalhos focam muito no universo feminino. O documentário SILENCIO DAS INOCENTES (trata sobre violência doméstica) foi premiado como melhor documentário da América latina em 2013.

Caio Cesaro

Doutor em Multimeios pelo Instituto de Artes da Unicamp. Mestre em Comunicação e Mercado pela Faculdade de Com. Social Cásper Líbero. Trabalhou na Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura, exercendo as funções de Coordenador-Geral de Novas Mídias, Coordenador-Geral de Desenvolvimento Sustentável do Audiovisual e Coordenador-Geral de

Fomento e Incentivo às Atividades Audiovisuais. Como voluntário, fez a Coordenação Executiva das edições 56 e 57 da Revista Filme Cultura. Foi Coordenador-Geral de Comunicação e Circuitos da Programadora Brasil – projeto do Ministério da Cultura de difusão do cinema brasileiro. Foi Secretário Executivo da ABD Nacional – Associação Brasileira de Documentaristas e Curta-metragistas. Atualmente, é Secretário Municipal de Cultura de Londrina (PR).

Emanoel Freitas

É paraense, nascido em Belém e radicado no Rio de Janeiro, destaca-se nas funções de ator, diretor artístico, gestor e produtor de eventos com MBA em gestão empresarial e atualmente dirige a ONG Amazônia Imaginária. Seu primeiro trabalho cinematográfico foi em uma produção americana, no filme Brincando nos campos do senhor, do diretor Hector Babenco. Atuou nos longas Studio 251, de Igor Rodriguez, e Orfãos, de Gustavo Quintela e Ana Luiza Veiga, e em Era Uma Vez Carol, onde atuou e dirigiu. Na televisão atuou nas novelas “Aquele Beijo”, “Geração Brasil”, “Alto Astral” e “Império”; nos seriados “As Brasileiras” e “Zorra Total”, e nas séries “Por isso sou vingativa”, “A Grande Família”, “Tapas & Beijos” e “República do Perú”. Também atuou em 15 espetáculos de teatro como A Terceira Margem do Rio, Hairspray, Enlace A Loja do Ourives e O Príncipe dos Porquês.

 

Tonny Tramel

Jornalista, ativista cultural e assistente de direção. Como jornalista cobriu a área cultural desde a primeira metade dos anos 90. Atualmente, no setor audiovisual, já foi assistente de direção de comerciais, clipes e curtas. No momento, também desenvolve projetos na área do audiovisual.

 

Indaiá Freire

 

Jornalista, produtora cultural, Mestra em Literatura e Cinema pela UFPA. Atualmente assessora da presidência da Fundação Paraense de Radiodifusão – FUNTELPA e coordenadora do Edital Cultura de Audiovisual, realizado em parceria com a Agência Nacional do Cinema – ANCINE.

Patrocinador

Co-patrocinador

Apoio Institucional

Apoio Cultural

Promoção

Realização