Regulamento das Mostras Competitivas de Filmes 

Mostra de Curtas-Metragens Pernambucanos – Mostra Pernambuco 

Mostra Nacional de Curtas-Metragens – Mostra Curta Brasil 

Mostra Competitiva de Longas Metragens 

O Cine PE é um festival de cinema de programação ampla, plural e de dimensão internacional, que contempla, nesta magnitude, a realização de mostras competitivas de curtas e longas-metragens, nos formatos 35 mm e digital, sem distinções nos processos de avaliação. Essas mostras são realizadas anualmente, em período específico, no Estado de Pernambuco, Brasil, sendo definidas pelos critérios apresentados a seguir.

Enquanto objeto maior desse regulamento, a programação dessas mostras competitivas, para a edição 2017, ocorrerá no período de 02 a 08 de maio, sendo o dia 08 de maio a data reservada para a solenidade de premiação. O Cine PE contará com uma programação competitiva segmentada, devidamente divulgada com antecipação pelos veículos de comunicação, respeitando-se as diretrizes e normas estabelecidas neste Regulamento.

São partes integrantes da programação competitiva a:

Mostra Pernambuco de Curtas-Metragens (Mostra Pernambuco), constituída por filmes pernambucanos (na produção, co-produção ou direção), consideradas as categorias de ficção, animação ou documentário, sujeitos as premiações de: MELHOR FILME, MELHOR DIREÇÃO, MELHOR ROTEIRO, MELHOR FOTOGRAFIA, MELHOR MONTAGEM, MELHOR EDIÇÃO DE SOM, MELHOR DIREÇÃO DE ARTE, MELHOR TRILHA SONORA, MELHOR ATOR E MELHOR ATRIZ (totalizando 10 prêmios), através de júri oficial do Festival;

Mostra Nacional de Curtas-Metragens (Mostra Curta Brasil), constituída por filmes brasileiros (na produção, co-produção ou direção), consideradas as categorias de ficção, animação ou documentário, sujeitos as premiações de: MELHOR FILME, MELHOR DIREÇÃO, MELHOR ROTEIRO, MELHOR FOTOGRAFIA, MELHOR MONTAGEM,

MELHOR EDIÇÃO DE SOM, MELHOR DIREÇÃO DE ARTE, MELHOR TRILHA SONORA, MELHOR ATOR E MELHOR ATRIZ (totalizando 10 prêmios), através de júri oficial do Festival;

Mostra Competitiva de Longas-Metragens (Mostra Internacional), constituída por longas-metragens de quaisquer nacionalidades, (na produção, co-produção ou direção), considerada a categoria de ficção, animação ou documentário, sujeitos as premiações de: MELHOR FILME, MELHOR DIREÇÃO, MELHOR ROTEIRO, MELHOR FOTOGRAFIA, MELHOR MONTAGEM, MELHOR EDIÇÃO DE SOM, MELHOR TRILHA SONORA, MELHOR DIREÇÃO DE ARTE, MELHOR ATOR COADJUVANTE, MELHOR ATRIZ COADJUVANTE, MELHOR ATOR E MELHOR ATRIZ (totalizando 12 prêmios), através de júri oficial do Festival;

Os curtas-metragens inscritos nos prazos estabelecidos por este Regulamento, para as duas mostras que lhes dizem respeito, passarão por um processo seletivo interno, através de avaliação/seleção de uma curadoria (em comissão ou não) previamente constituída, considerado o elevado volume de inscritos. Através de uma avaliação/seleção de conceitos, a mesma se encarregará de apontar quais os títulos que comporão a mostra nacional (incluso até três pernambucanos, ou 1/4 da grade nacional) e, em seguida, os que comporão a mostra estadual (excluído, naturalmente, os selecionados que irão para a competição nacional).

Por sua vez, os longas-metragens também inscritos nos prazos estabelecidos por este Regulamento, mediante processo de curadoria, poderão ser criteriosamente selecionados e/ou convidados para participarem da Mostra Internacional. O convite deve considerar ainda aspectos outros como a diversidade de conteúdos e as próprias preferências do público, esta de acordo com as tendências apontadas pelas pesquisas de opinião encomendadas pela direção do Festival.

Os resultados que apontem para as escolhas de títulos dessas mostras serão divulgados até a primeira semana de abril/2017.

Consideradas essas premissas básicas, o Cine PE 2017, estará assentado nas diretrizes e normas abaixo estabelecidas.

CAPÍTULO I – DA ORGANIZAÇÃO E EXECUÇÃO

Art. 1º – A BPE – BERTINI PRODUÇÕES E EVENTOS CULTURAIS E ESPORTIVOS LTDA, sediada à Rua Araná, 304 –A – 1º andar, Boa Viagem, Recife, Pernambuco, Brasil, é a instituição historicamente responsável pela produção do Cine PE, estando assim devidamente reconhecida e habilitada como organizadora junto às entidades oficiais que monitoram o exercício dessa atividade, nas três esferas governamentais e nas instituições civis ligadas ao setor audiovisual.

CAPÍTULO II – DAS INSCRIÇÕES DE FILMES E SUAS CONSEQÜÊNCIAS

Art. 2º – As inscrições para as mostras competitivas do Cine PE 2017 se darão no período de 01/11/2016 até 01/02/2017, respeitadas as categorias de competição.

Parágrafo Primeiro – Serão mantidos os critérios convencionais no processo seletivo dos curtas-metragens das mostras nacional e estadual, com avaliação conceitual e escolhas por parte de curadoria específica, processo esse que deverá ocorrer no mês de março de 2017, sendo o resultado divulgado após essa seleção e até a primeira semana de abril/17.

Parágrafo Segundo – Uma curadoria especial, sob a coordenação direta da Diretoria do Cine PE, será encarregada, mediante convite formal, da escolha dos longas-metragens da Mostra internacional, sendo esses títulos divulgados até a primeira semana de abril/17.

Parágrafo Terceiro – A programação oficial das mostras competitivas do Cine PE poderá ser lançada, em evento especial, na primeira quinzena do mês de abril/17.

Art. 3º – As inscrições dos filmes, que concorrerão às premiações do Cine PE 2017, deverão ser efetivadas pela internet, através do site oficial do festival, a saber: www.cine-pe.com.br,

Art. 4º – As etapas do ato de inscrição serão consideradas concluídas com:

a) o envio da ficha de inscrição, após preenchida, impressa e assinada, (principalmente no caso de mais de um filme da mesma produtora ou diretor), na qual se registra o “de acordo” com todas as cláusulas deste Regulamento (disponível no site); nominado para a BPE, cujo endereço é Rua Araná, 304 – A – 1º andar – Boa Viagem – Recife – PE, CEP: 51.030-190;

b) o envio do filme deverá ser feito através de vímeo, cujo link e senha deverão ser descritas num campo na ficha de inscrição

c) o envio de 03(três) fotos identificadas e em alta resolução para o email marilia@bpe.com.br

d) o cumprimento dos prazos previstos no artigo segundo, parágrafos primeiro e sétimo;

Art. 5º – Para o processo seletivo, as fotos deverão ser encaminhados até 18h do dia 01 de fevereiro de 2017, assim como a ficha de inscrição, contendo o link e senha do filme, data que corresponde ao limite de postagem, para efeito de classificação do material.

Art. 6º – Após a divulgação dos resultados do processo seletivo caberá às produtoras dos filmes concorrentes a remessa dos mesmos para endereço que será orientado, oportunamente, pela entidade produtora do festival (a BPE).

Parágrafo Primeiro – O material em HD precisa ser antecipado, para que seja devidamente ajustado ao equipamento de projeção, na intenção de se eliminar eventuais problemas dessa operação de ajuste.

Parágrafo Segundo – As condições para envio em HD serão especificadas em comunicado oficial da organização do Cine PE, em momento oportuno.

Parágrafo Terceiro – Os testes finais com o material em HD serão feitos antes do período do Festival, em datas e horas devidamente comunicadas, sendo a organização do evento responsável pela chegada antecipada de um membro da equipe do filme, que no Recife esteja para esse fim.

Parágrafo Quarto – Uma vez testados e aprovados os filmes em HD, antes do Festival e em comum acordo, não serão permitidas intervenções posteriores, pois a cabine de projeção durante o evento será inviolável.

Parágrafo Quinto – Os testes com cópias em 35 mm serão feitos no dia das suas respectivas exibições.

Parágrafo Sexto – Os materiais de exibição dos filmes poderão ser coletados no dia seguinte à sua exibição, na sala de tráfego do Festival, pelo seu responsável, em especial os casos em 35 mm. O fato de não se retirar esse material implica numa providência de devolução para o endereço informado na ficha de inscrição, mesmo sob o ônus financeiro do Festival.

Parágrafo Sétimo – Todos os filmes para efeito de participação no Cine PE, deverão apresentar legenda em português, como determinação do Ministério Público de Pernambuco.

Art. 7º – Considerados os filmes em competição, a organização do evento se sente a vontade para convidar pelo menos 01 (um) integrante da equipe realizadora, que não tenha origem no Estado de Pernambuco.

Parágrafo Primeiro – Outros integrantes da equipe poderão ser convidados pela organização do evento, conforme o interesse que possa representar a presença desses convidados adicionais, exclusivamente para o Cine PE 2017.

Parágrafo Segundo – Para os casos previstos neste artigo, as despesas correrão por conta da organização do evento, incluindo-se aqui os serviços de transporte interestadual, hospedagem, transporte local para o evento e refeições em locais previamente definidos por esta direção. As demais despesas, aqui não especificadas, correrão por conta do convidado.

CAPÍTULO III – DOS FILMES DE CURTA-METRAGEM

Art. 8º – Para as mostras competitivas dos curtas-metragens do Festival, as inscrições poderão ser feitas nas categorias de ficção, animação e documentário, desde que tenham até 22 minutos de duração (conteúdo e créditos) e que garantam suas exibições na grade nacional em formato 35 mm ou digital HD.

Parágrafo Primeiro – O processo de avaliação dos concorrentes levará em conta um conceito na forma de escala de notas (de 0 a 10), devidamente ponderada pelos atributos abaixo definidos (média ponderada), a saber:

a) qualidade técnica e de conteúdo do produto audiovisual (nota QT x peso 3);

b) curriculum de realizações vitoriosas em festivais, tanto da entidade produtora, como do diretor (nota CV x peso 2);

c) ineditismo nacional do produto audiovisual (nota IN x peso 03), ineditismo regional (nota IR x peso 2) e ausência de ineditismo (nota SI x peso 1) e;

d) compatibilidade do produto audiovisual com o perfil do público do festival, este expresso por pesquisa de opinião (nota CF x peso 1).

Parágrafo Segundo – Os curtas-metragens serão inscritos em sintonia com suas categorias (ficção, documentário e animação), muito embora não haja diferenciação na oportunidade de uma eventual premiação, visto que estes competirão entre si.

Parágrafo Terceiro – A Direção do Cine PE anunciará a seleção dos filmes, conforme a categoria assinalada na ficha de inscrição pelas respectivas produtoras, considerada aqui a necessidade de registro desse material nas peças de divulgação do evento;

Parágrafo Quarto – Com base na determinação do Ministério da Justiça, os filmes que não vierem com a classificação etária já definida, serão aqui enquadrados nesse expediente, na intenção de evitar problemas daí decorrentes em eventuais fiscalizações.

CAPÍTULO IV – DOS FILMES DE LONGA-METRAGEM

Art. 9º – Para as mostras competitivas dos longas-metragens do Cine PE, as inscrições poderão ser feitas nas categorias de ficção, animação e documentário, de quaisquer nacionalidades, desde que tenham acima de 70 minutos de duração e que garantam oficialmente suas exibições na grade em formato 35 mm ou digital HD.

Parágrafo Primeiro – O processo de escolha, feito por curadoria específica, dar-se-á na modalidade de processo seletivo e/ou convite, respeitadas a pluralidade de conteúdos e linguagens, que atendem ao grande público do Cine PE.

Parágrafo Segundo – Os longas-metragens deverão ser inscritos em sintonia com suas categorias (ficção, animação e documentário), na Mostra Competitiva Internacional

Parágrafo Terceiro – A curadoria do processo seletivo dos Longas Metragens, dar-se-á o direito de não escolher nenhum título internacional para a mostra competitiva

Parágrafo Quarto – Com base na determinação do Ministério da Justiça, os filmes que não vierem com a classificação etária já definida, serão aqui enquadrados nesse expediente, na intenção de evitar problemas daí decorrentes em eventuais fiscalizações.

CAPÍTULO V – DO PROCESSO SELETIVO

Art. 10 – A organização do Cine PE, através dos critérios de avaliação anteriormente definidos, estabelecerá a forma de condução da seleção de cada uma das mostras competitivas que compõem sua programação oficial.

Parágrafo Primeiro – Todas essas mostras, que derivam dos processos de seleção, serão ajustadas a uma grade de exibição noturna, que ocupará o mesmo espaço físico e se utilizará dos mesmos equipamentos.

Parágrafo Segundo – Em caráter reservado, os processos seletivos poderão apresentar, para eventuais substituições, uma lista de suplência com quantitativos definidos de acordo com as circunstâncias.

Art. 11 – O processo seletivo, além de escolher os filmes que participarão da competição, terá plena autonomia para desclassificar aqueles filmes que não atendam às exigências previstas neste Regulamento, em perfeita sintonia com a Direção do Cine PE.

CAPÍTULO VI – DO JÚRI OFICIAL

Art. 12 – O júri oficial de premiação do Cine PE, consideradas as mostras competitivas, será composto por 06 (seis) integrantes. Personalidades que se mantenham identificadas com as atividades artístico-culturais e, em especial, o audiovisual, serão os referenciais para a composição dessa comissão.

Parágrafo Primeiro – Cada um dos membros do júri oficial será devidamente reconhecido pela organização como um convidado especial do evento, gozando de algumas prioridades e vantagens com relação aos demais convidados, particularmente, na prestação dos serviços de transportes.

Parágrafo Segundo – A divulgação dos nomes que integrarão o referido júri será feita até, no máximo, 02 (dois) dias antes do início do evento.

Art. 13 – Ao divulgar os vencedores do Festival, o júri oficial estará consagrando uma decisão irrevogável, de tal maneira que os grupos estarão dissolvidos após a cerimônia de entrega dos prêmios.

CAPÍTULO VII – DA PREMIAÇÃO

Art. 14 – O prêmio oficial do Cine PE é o troféu denominado de CALUNGA, que será entregue a cada um dos vencedores, nas suas respectivas mostras.

Parágrafo Único – A cerimônia de premiação das Mostras Competitivas ocorrerá no dia 08 de maio de 2017.

Art. 15 – Receberão o troféu CALUNGA, os curtas-metragens e longas-metragens que fizerem jus às atribuições previstas, na quantidade e na especificidade, previstas na introdução deste Regulamento.

Art. 16 – O prêmio CALUNGA poderá ser entregue, em caráter especial, somente nas seguintes condições:

a) 01 (um) troféu na qualidade de prêmio especial do público (votação popular), respeitada a classificação entre curtas-metragens e longas-metragens (03 prêmios), e

b) 01 (um) troféu para as premiações especiais da crítica especializada, respeitada a classificação entre curtas-metragens e longas-metragens (03 prêmios).

Parágrafo Primeiro – Os júris não poderão criar prêmios adicionais além daqueles previstos por este Regulamento.

Art. 17 – O Cine PE poderá contemplar alguns concorrentes com prêmios em dinheiro e/ou serviços oferecidos diretamente por patrocinadores e/ou colaboradores que assim se manifestem. Nesses casos, não haverá qualquer gestão direta da produtora do evento, uma vez que essa decisão estará sujeita a regulamentos próprios (divulgados em Nota Oficial pela imprensa e/ou site), podendo apenas ser respaldada pela decisão do júri oficial, ou mesmo, por um júri específico, neste caso constituído pelo parceiro comercial interessado na premiação.

Art. 18 – A concessão de prêmios não oficiais só será permitida, desde que comunicada com até três meses de antecedência à data de início do evento e devidamente associada a entidades, governamentais ou não, representativas do segmento cultural.

CAPÍTULO VIII – DAS DISPOSIÇÕES GERAIS E TRANSITÓRIAS

Art. 20 – Os casos que, porventura estejam omissos neste Regulamento, serão dirimidos pela Direção do Cine PE. Sendo assim, serão de sua responsabilidade civil as decisões tomadas, por essas e outras resoluções cabíveis.

Recife, 30 de outubro de 2016.

Direção do Cine PE